| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Conexão Ciência
Desde: 15/04/2004      Publicadas: 835      Atualização: 20/11/2011

Capa |  Agenda  |  Editorial  |  Entrevista  |  Estante  |  Expediente  |  Notas  |  Notícias  |  Reportagem  |  Reportagem Especial  |  Reportagem Especial


 Estante

  10/08/2008
  2 comentário(s)


A literatura produzida pelas mulheres afro-descendentes

Projeto reúne as principais obras das escritoras negras contemporâneas

A literatura produzida pelas mulheres afro-descendentes Pauta e Edição: Pauline Almeida
Reportagem: Kauana Loren Neves


A produção nacional das escritoras afro-brasileiras encontrava-se pouco reconhecida e dispersa, por isso a professora de letras Gisêlda Melo do Nascimento, da Universidade Estadual de Londrina, graduada em letras e doutorada em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, decidiu formalizar e valorizar este trabalho por meio de uma antologia. O projeto de pesquisa analisou as principais escritoras negras contemporâneas. A metodologia usada para isso fazia uso da recorrência "temática, por exemplo- e a partir dos pontos de semelhança foram desenvolvidos diferentes caminhos de leitura das obras. "Este projeto é um sonho meu de mais ou menos 15 anos", afirma a professora.

Os grupos de estudos, orientados por Gizêlda Melo do Nascimento, fizeram um levantamento dos principais nomes e coletaram toda a produção. Ao mesmo tempo, eles leram as obras, discutiram e aplicaram uma carga teórica nos textos das escritoras. Esta é a primeira pesquisa voltada a reunir todo o trabalho das autoras negras do país. Entre as 10 escritoras analisadas estão Conceição Evaristo, Miriam Alvez, Geni Guimarães e Lia Vieira. O livro Ponciá Vivêncio, de Conceição Evaristo, está listado como leitura obrigatória para o vestibular da UEL de 2009, a professora considera o fato um reconhecimento da sociedade para esta produção.

A escolha de analisar as mulheres deve-se ao seu papel referencial dentro da família negra. "A mulher negra tem uma presença de autoridade em relação aos homens negros", explica. O conteúdo das obras gira em torno da temática social, do resgate dos valores não conhecidos no Brasil "recuperando a ancestralidade africana - e da denúncia. De acordo com a professora, a experiência de uma escritora negra é bem diferente, a abordagem é outra, o personagem negro é retratado como um ser humano muito mais próximo da realidade. "Geni Guimarães me dizia que o que acontece é que nossas histórias são tão tristes que as pessoas pensam que é ficção", completa Gizêlda Melo do Nascimento. A professora também mostra que a maioria das escritoras não fica "parada no muro das lamentações", em suas obras há sempre o ponto de superação diante dos obstáculos.

A pesquisadora revela o desconhecimento da sociedade desta produção. "É preciso descongelar olhares, para lançar olhares para outras configurações, não acho que seja aquele preconceito armado, ou desqualificador, eu acho que estamos anestesiados para olhar para uma direção só", avalia. A professora também critica a falta de interesse do mercado pela publicação dessas obras. A maioria delas é publicada pelos Cadernos Negros, que é um grupo de escritores paulistas que todo ano lança vários desses trabalhos.

A antologia resultante desse projeto vai ser lançada pelo Núcleo de Estudos Afro-asiáticos (NEAA). A estudante de letras modernas, do 4º ano, Silvana Martins dos Santos é uma das responsáveis pela publicação da antologia e explica que a obra vai ter dois momentos: "Uma parte com os textos das escritoras sem análise e uma parte de alguns textos que nós analisamos, os estudos". Todos os artigos são de autoria dos alunos de graduação. Dois artigos de Silvana Martins dos Santos, sobre a obra de Lia Vieira, serão publicados e falam sobre o olhar diferenciado da escritora sobre os negros excluídos encontrados na cidade e sobre a mulher negra contemporânea, bem-sucedida, que muitas vezes se encontra sozinha perante a sociedade. A estudante escolheu participar do projeto pela identificação que teve com ele e pela limitação de pesquisas nessa área dentro da Academia.

Legenda: A escritora Conceição Evaristo
Créditos:www.ciranda.net/spip/IMG/cache-350x467/Conceicao_Evaristo-350x467.jpg

Ano 5 - Edição 46 -10/08/2008






Capa |  Agenda  |  Editorial  |  Entrevista  |  Estante  |  Expediente  |  Notas  |  Notícias  |  Reportagem  |  Reportagem Especial  |  Reportagem Especial
Busca em

  
835 Notícias