| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Conexão Ciência
Desde: 15/04/2004      Publicadas: 835      Atualização: 20/11/2011

Capa |  Agenda  |  Editorial  |  Entrevista  |  Estante  |  Expediente  |  Notas  |  Notícias  |  Reportagem  |  Reportagem Especial  |  Reportagem Especial


 Estante

  01/06/2008
  0 comentário(s)


A representação do MST na mídia entre os anos de 94 e 98

Professor de psicologia faz pesquisa para saber como a imprensa veiculou a imagem do MST, através da análise dos jornais "Folha de São Paulo e Imparcial"

A representação do MST na mídia entre os anos de 94 e 98
Pauta e Edição: Pauline Almeida
Reportagem: Daniela Brisola


Os anos de 1994 a 1998 expuseram o MST, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terras, na mídia. Durante esses anos, aconteceram o "Massacre de Eldorado dos Carajás", em que 19 sem-terras foram brutalmente assassinados pela Polícia Militar do Estado do Pará; a marcha do MST até Brasília; e diversas invasões na região do Pontal do Paranapanema, extremo oeste do estado de São Paulo, onde existem brigas por causa de posses de terra entre latifundiários e o MST.

Por causa desse destaque do MST na mídia durante esses anos, o professor doutor em psicologia social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Alexandre Bonetti, coordena o projeto de pesquisa "Lidando com a polissemia de sentidos em jornais diários: o caso do MST" realizado na Universidade Estadual de Londrina e que tem o objetivo de analisar como os jornais "Folha de São Paulo" e "Imparcial" de Presidente Prudente, expuseram, entre os anos de 94 a 98, a imagem do MST na mídia. A escolha dos jornais foi feita porque o primeiro é o jornal de maior circulação no país e o segundo é de uma cidade do Pontal do Paranapanema, região invadida várias vezes pelo MST durante o período analisado.

Bonetti obteve, através da internet, todas as matérias da "Folha de São Paulo" em que o assunto era o MST. Além disso, foi até Presidente Prudente ao acervo da biblioteca onde teve acesso aos periódicos do jornal "Imparcial". Para obter os resultados, o professor observa em que parte do jornal a matéria foi exposta, qual o destaque dado a ela, a fotografia e a manchete dada; confronta as matérias com os mesmos assuntos dos diferentes jornais; e observa a intertextualidade que há nas matérias que, segundo a definição do professor , é o diálogo com as notícias anteriores.

O método utilizado é o da análise crítica do discurso, que considera a linguagem como uma forma de prática social, apresentando o jornal como produtor de efeitos sociais. A análise do discurso foi desenvolvida, inicialmente, por Mikhail Bakhtin, lingüista russo e posteriormente aperfeiçoada por Norman Fairclough, também lingüista . O método considera o discurso através da concepção tridimensional, apresentada assim para facilitar à didática. A primeira dimensão é a que se refere ao estilo da matéria, ou seja, como ela é apresentada no jornal, qual a importância dada a ela. A segunda dimensão analisa a intertextualidade do conteúdo. Somente a terceira dimensão analisa a ideologia e como o jornal expõe os acontecimentos.

Segundo Bonetti, o jornal "Folha de São Paulo" por ter grande abrangência e circulação parece ter uma posição imparcial em suas matérias sobre o MST, apresentando nelas os dois lados da situação. Porém com uma análise mais detalhada do periódico, pode-se observar que ele apresenta um destaque maior às opiniões contrárias as invasões, colocando-as acima e na página esquerda do jornal.
Quanto ao outro jornal analisado, o "Imparcial" de Presidente Prudente, o professor declarou que esse apresenta uma linha editorial totalmente contrária ao movimento e essa antipatia é demonstrada sem sutilezas. "Por esse periódico ser o porta-voz da região do Pontal e ter como seus leitores grandes fazendeiros prejudicados pela invasão, era necessário que o jornal tomasse essa posição", conclui.

Bonetti informou que não há resultados concretos sobre a pesquisa, porque ela ainda está em desenvolvimento e tem o término previsto para junho de 2009.

Legenda da foto: Marcha do MST até Brasília

Créditos:http://olhares.aeiou.pt/marcha_mst/foto304110.html

Ano 5 - Edição 40 -01/06/2008



  Mais notícias da seção Comunicação no caderno Estante
10/08/2008 - Comunicação - Intercom Sul 2008: o que precisa melhorar para a próxima edição
Congresso de comunicação apresenta ótima participação dos estudantes, mas comete deslizes na organização...



Capa |  Agenda  |  Editorial  |  Entrevista  |  Estante  |  Expediente  |  Notas  |  Notícias  |  Reportagem  |  Reportagem Especial  |  Reportagem Especial
Busca em

  
835 Notícias