| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Conexão Ciência
Desde: 15/04/2004      Publicadas: 835      Atualização: 20/11/2011

Capa |  Agenda  |  Editorial  |  Entrevista  |  Estante  |  Expediente  |  Notas  |  Notícias  |  Reportagem  |  Reportagem Especial  |  Reportagem Especial


 Notícias

  13/04/2008
  0 comentário(s)


A extensão da juventude nos tempos modernos

A palestrante Maria Helena Augusto traz juventude como debate

Reportagem: Thais Yamanari
Edição: Beatriz Assumpção


Maria Helena Augusto, doutora pela Universidade de São Paulo (USP) e professora da faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, realizou na quinta-feira, dia 20 de março, uma palestra na Sala de Eventos do Centro de Ciências Humanas da UEL. No evento, a professora discorreu sobre a relação entre tempo e as mudanças que aconteceram no pensamento da juventude. Maria Helena participa há mais de 15 anos de um grupo interdisciplinar que discute a influência do tempo e durante toda a palestra propôs uma reflexão na qual muitos jovens puderam se identificar.

Defendendo a idéia de que a juventude é um conceito plural, ou seja, não há um modelo fixo e predeterminado, a professora da USP deu exemplos da diferença na mentalidade entre jovens de classe média-alta e da periferia. A palestrante embasou suas palavras quando citou as idéias de Durkheim e Weber, fundamentadas na influência que a modernidade e o capitalismo têm em relação à mentalidade jovem. Desse modo, pôde fazer a distinção entre identidade e alteridade, a primeira, raiz comum entre toda juventude, uma semelhança entre toda pessoa, o idêntico entre elas. Por sua vez, a alteridade representa a diversidade. Jovens, apesar de serem classificados do mesmo modo, diferem de acordo com seu lugar de origem, cultura, raça, condição social, representando a alteridade dentro da mesma classe.

Abriu-se a discussão sobre o jovem moderno. Segundo a professora, este, já não é o mesmo dos anos 1960. De acordo com Maria Helena Augusto, a adolescência começa muito cedo e poucos sonham com a emancipação. Com essa mentalidade, o adulto de hoje está desvalorizado e a infância, por sua vez, diminuída. A criança atual, desde muito pequena quer prover-se de tecnologia e ao atingir a idade adulta, não quer abrir mão das mordomias da juventude, opta, então, pelo conforto de morar com os pais. A modernidade permite ao jovem que prolongue sua adolescência não só em atitudes, mas fisicamente. Desse modo, cria-se um padrão, ferindo o respeito à alteridade.

A professora Maria Helena citou um exemplo de uma parente próxima: "A única coisa que me diz que o tempo passou é o espelho, me sinto uma adolescente." Essa frase deixa claro a satisfação pessoal de uma senhora que identifica-se com um jovem e respeita a alteridade da juventude apesar de sua aparência já madura.




  Mais notícias da seção Discussão no caderno Notícias
20/06/2010 - Discussão - Projeto do departamento de Ciências Sociais analisa os movimentos sociais que lutam por moradia
"Com as políticas neoliberais se agravou a questão do desemprego e em conseqüência aumentou o déficit de moradia", afirma o cientista político Eliel Ribeiro Machado...
15/06/2008 - Discussão - UEL realiza I Colóquio Nacional Sobre Esporte
Discussões sobre Esporte e seus vínculos com Saúde e Imaginário foram temas do evento...
05/11/2007 - Discussão - Reforma Ortográfica: isso vai mudar alguma coisa na sua vida?
Você já deve ter ouvido falar nesse convenio entre os países que falam a língua portuguesa. Mas quais são as principais alterações? E porque ele está sendo tão discutido? ...
29/10/2007 - Discussão - Em busca de solução para a violência
A justiça restaurativa em substituição da punitiva...



Capa |  Agenda  |  Editorial  |  Entrevista  |  Estante  |  Expediente  |  Notas  |  Notícias  |  Reportagem  |  Reportagem Especial  |  Reportagem Especial
Busca em

  
835 Notícias


Editorial
 

Editorial

 

Casa Própria, Pedagogia e Anestésicos


Reportagem
 

Projetos

 

Docente apresenta meios alternativos para solucionar conflitos judiciários


Entrevista
 

Saúde

 

Conheça as vantagens e desvantagens do parto normal e da cesárea


Notas
 

Divulgação Científica

 

Instituto do Câncer lança programa de prevenção no Twitter


Agenda
 

Agenda

 

Agenda


Expediente
 

Expediente

 

Quem trabalha no Conexão Ciência